A Hora Certa

Lenise Pinheiro

Do alto do planalto, o proverbial descompromisso com justiça, ética e compreensão.

O capitão em alerta, segue sua jornada, contra a Ciência.

Desconhece a história, mesmo assim insiste em querer fazer parte dela.

Desdenha dos profissionais de Imprensa, hostiliza a “urubuzada”.

Em recente aparição pública. Comentários desairosos, infundados.

Enxadrista do horror, da impunidade e da desfaçatez.

Mau ator, segue crispado, tropeçando pelos palcos tabuleiros.

Atmosfera barra pesada. Presidente homem mentira.

Os resultados das urnas do Brasil 2018, em vias de mão dupla.

Congestionadas. (Des) crentes!

Que horas são?:

– “Tudo a fazer”.

Cacilda!

Estamos gritando AMAPÁ.

Amazônia, Anvisa, Aborto, Agressão, Apagão.

Marina Harkot e seu algoz que, ao fugir do flagrante, nega socorro à sua própria dignidade. Segue livre, beneficiado pela Justiça Eleitoral, em dias de pleito.

Tempos de defesas machistas e descumprimentos generalizados.

Imbróglios, no dizer da autoridade.

Muita pólvora, pouca poesia.