‘Gaivota’: Os russos também amam

Teatro locação externa dia. Gaivota na cortina bordada. No meio da floresta tem um palco. Fábula russa. Virtú. Inspiração total na câmera do Gabriel! Fotogramas esmaecidos. Amores e atarraxas ao ar livre. O moço e o velho na mesma ribalta. Trupe coragem. Artistas. O roqueiro narrador. Passarela analógica. Bete antológica. Telas híbridas e pinceladas grossas. […]

Leia Mais

‘Pequod’: Sonhos de padaria e pragas da Pérsia Antiga

Espaço confinamento cabine de barco. É possível atracar em alto mar? Escotilhas. Friagens. Naufrágios. Nem tudo é azul. O ranger da porta. Silêncios. Esperas: – “Você já aprendeu a beber”? Particularidades esquecidas: – “Não é uma visita social”. Grunhidos. Animosidades. Epílogos. Instantes congelados. Falas entre despedidas: – “Nós já estamos velhos demais para ainda ter […]

Leia Mais

‘Chuva de Anjos’: O que você acha de reviver velhos costumes?

Atrizes em falas provocativas. Inquerem. Fazem chover. Chuvas de anjos em cena digital. Coabitam os bancos e os verdes das praças. Duvidam das certezas e dos bons gostos. Fazem fofocas: – “Ele veio viver aqui para se realizar totalmente”. Ar livre. Intestinos presos: – “Eu não quero ser grosseira mas você está me distraindo”. Exageros. […]

Leia Mais

‘Anna’: Inspirado em Annas, Dilermandos e Euclides

Experimento pandêmico, no dizer dos artistas. Diálogos que atravessam paredes. Verdades. Medos de sempre. Apegos. Pesadelos. Solidão com casa cheia: – “Não se pode fazer mais nada a não ser pensar. Tudo é incerto”. Realidade em dois tons. Todos intimistas. Vozerio infantil. As crianças não estão na escola: – “Que coisa”. A única pessoa de […]

Leia Mais

Jorge Cerruti (1944 – 2021)

Atores em sua grande maioria blefam e flertam em cena. Encantam os olhares. Causam repulsa. Com Jorge Cerruti era tudo isso mais um pouco. Com o leque de múltiplas possibilidades com o qual contava nas composições de inúmeras personagens, acrescentava charme às mentes maquiavélicas que levou até a ribalta. Deu voz a imigrantes e migrantes. […]

Leia Mais

‘Escombros’: A peça sobre o Brasil

Recortes da pátria destruída. O lar. Escombros e as nuvens de poeira. Desterros. Securas. Convênios com a ganância. Onda híbrida. Diz o ator: – “É ao vivo pelo zoom. Com acesso gratuito”. Chão de terra batida. Móveis de antigamente. Denúncias com toques nostálgicos . Bocas escancaradas. Máscaras esculpidas nos tijolos. Desconstruções. Reflexos escapam rebatidos no […]

Leia Mais

‘G.A.L.A.’: Poesia concreta com pitadas de coentro e salsinha

A atriz Fabiana Gugli do alto de sua inquietude se pavonea: -“Alô, alô, alô”. Interage com o ranger do telefone. Se ouriça ao toque da orquestra. – “Eu estou em ruínas e vc vem com essa notícia”? O poder da presença da atriz: – “Aquela vez em que você voltou para ver se a ruína […]

Leia Mais

‘Águas do Mundo’: A Realidade é Inacreditável

A atriz Vanessa Bruno sentada na fileira da frente de uma platéia, se vira para trás e preenche o quadro. Celebra o centenário de Clarice Lispector. Incita o público a fazer o papel de câmera. Transforma fumaça em mar. A suspensão do tempo ritmada por registros sonoros. Trilha original. Elevações: – “Um espetáculo é o […]

Leia Mais

Luis Gustavo (1934 – 2021)

Em dois de fevereiro, nasce Luis Gustavo. Aquariano do dia de Yemanjá. Abençoado com o talento de ator de muitos sucessos e alegrias. Morre hoje, dia 19 de setembro vítima das complicações de um tumor no intestino, em Itatiba. Cidade no interior de São Paulo, locação derradeira. Irreverente e bem humorado brilhou pelos tablados, estúdios […]

Leia Mais

‘Cabaret Dadá’: Sarau Apocalíptico

Abrem-se os trabalhos da cena digital com os comandos: – “Ativa o som Dadá”. O vocabulário internáutico se metamorfoseia em protestos daqueles que por hora expressam sua arte pela internet. Tomam conta da cena. Enquadramentos obliterados provocam o olhar: – “Essa peça é só mau gosto. Porque o inferno está cheio de bom gosto e […]

Leia Mais