“Bibi, uma vida em musical” lota sessões no Teatro Oi Casa Grande no Rio de Janeiro

Lenise Pinheiro

Bibi, uma vida em musical

Encontro Amanda Acosta no camarim. A preparação para compor a Bibi Ferreira no palco é cheia de minúcias. Sofisticação na maquiagem, nos penteados e figurinos. Quase duas horas para compor a personagem. No palco, ambientes recriados para contar passo a passo a trajetória da estrela. Nada escapa ao olhar aguçado da produção.

Profissionais em desfile, cantam e dançam. Enfeitiçam os olhares do público que ao lotar sessões de “quase” incorporação, recordam personagens marcantes na carreira da atriz. A começar por Procópio Ferreira, o pai.

As cenas evoluem entre números musicais, atmosfera circense, esquetes de humor e engajamento político. Como num roteiro de cinema, inumeros tratamentos, para contar a história que também é a história de nosso país.

Do nascimento de Abigail Izquierdo Ferreira aos dias de hoje, quase um século. Tempo etéreo que agora no teatro, cristalizado em encantamento.

Felicidade encontrar Amanda e seu poder vocal. A expansão de seu talento se materializa em contraltos e arranjos musicais.

“Arrastando nosso olhar como um imã”.

 

Teatro Oi Casa Grande – Rio de Janeiro

Quintas e Sextas 20h30 Sábados 17h e 21h Domingos 19h

Bibi, uma vida em musical

Texto: Artur Xexéo e Luanna Guimarães

Direção: Tadeu Aguiar

Atores: Amanda Acosta, Analu Pimenta, André Luiz Odin, Bel Lima, Caio Giovani, Carlos Darzé, Chris Penna, Fernanda Gabriela, Flavia Santana , Guilherme Logullo, João Telles, Julie Duarte, Leandro Melo, Leo Bahia, Leonam Moraes, Luísa Vianna, Moira Osório, Rosana Penna e Simone Centurione

Cenários: Natalia Lana

Figurinos: Ney Madeira e Dani Vidal

Desenho de luz: Rogerio Wiltgen

Desenho de som: Gabriel D’Ângelo

Visagista:  Ulysses Rabelo

Assistência de direção: Flavia Rinaldi

Assistência de coreografia: Olivia Vivone

Assistência de direção musical: Alexandre Queiroz

Assistência de iluminação: Wagner Azevedo

Produção: Cláudia Negri

Direção de produção: Eduardo Bakr

Realização Negri e Tinoco Produções Artísticas