“Fulaninha e Dona Coisa”, texto de Noemi Marinho, temporada no Teatro Renaissance – SP

Por Lenise Pinheiro

Som na caixa. Palco iluminado.

Mais uma peça que começa com aplausos, ao abrir o pano.

– “Respiração. Tem que esticar. Tem que dobrar.

Tem que encaixar. Vamos lá. Um, dois e três.

É sem parar. Mais uma vez”.

Abençoados aqueles que fazem rir.

Criaturas:

– “O Senhor vai passar por baixo da porta?

Teatro de época, onde torneiras jorram.

Telefones, perto da mesa, tocam.

Orelhões, com fichas, falam.

Bips que tocam. Novelas que acabam.

Rimas de um tempo esgarçado.

Narrativas cotidianas.

Casos, recados e solidões.

Desculpas coloridas da “Fulaninha”.

Figurinos e truques de comissões de frente.

Unidos da “Dona Coisa”.

Samba enredo da Noemi Marinho.

Autora de tantos “Migueis”.

Teatro Renaissance – SP

Sábados 19h Domingos 20h

Texto: Noemi Marinho

Direção: Daniel Herz

Atores: Nathalia Dill, Vilma Melo e Rafael Canedo

Cenário: Fernando Mello da Costa

Figurinos: Clívia Cohen

Iluminação: Renato Machado

Trilha Sonora Original: Leandro Castilho

Produção Executiva e Direção de Palco: Tom Pires

Direção de Produção: Elaine Moreira

Realização: Eduardo Barata Comunicação