“A Morte de Ivan Ilicht”, de Cácia Goulart e Edmilson Cordeiro, a partir da obra de Liev Tolstoi

Por Lenise Pinheiro

Cenário minimalista transmutado em metáforas.Espaços que se misturam. Rua, casa, tribunal de justiça, hospital, cama e mesa.Narrativas, enterros e portas:

– ” Revela-se aqui, um engodo escondido debaixo da tapeçaria fina, máximo indulto, estão ouvindo? Na ante sala do tribunal a pilantragem é do partido alto. Fazem serão às voltas com o caso “elite”, todos de toga e gravatinhas lingueta. Fartam-se. Discursam parágrafos embolorados feito pão de queijo velho. Defendem o indefensável, para eles mesmos”. Viu?

Biblioteca Municipal Mário de Andrade – Auditório Rubens Borba de Moraes – Rua da Consolação, 94, centro, São Paulo.
Lotação: 170 lugares. As senhas serão distribuídas 60 minutos antes do início das atividades.
Rua da Consolação, 94. / Telefone: (11) 3775-0002 / Gratuito

Espetáculo Dia 31 de julho, Segunda-feira 19h

Palestra “Tolstói e o novo homem russo do século XX”, por Gutemberg Medeiros. Dia 28 de julho, sexta-feira 19h

Texto: Liev Tolstói.

Adaptação e Dramaturgia: Cácia Goulart e Edmilson Cordeiro, a partir da tradução de Boris Schnaiderman.

Direção e Atuação: Cácia Goulart.

Assistente de Direção: Inês Aranha.

Cenografia: André Cortez.

Desenho de Luz: Lúcia Chedieck.

Música Original: Marcelo Pellegrini.

Figurinos/Visagismo: Marina Reis.

Operador de Luz: Rodrigo Palmieri.

Operador de Som: André Grynwask.

Realização: Núcleo Caixa Preta.