“Lembro todo dia de você” musical dirigido por Zé Henrique de Paula, estreia no Centro Cultural Banco do Brasil – SP

Por Lenise Pinheiro

Dentre todas as montagens do Núcleo Experimental, companhia radicada em São Paulo, o espetáculo “Lembro todo dia de vc” é uma das que mais me chama a atenção.

Narrativa entre a ficção e a realidade de nossos tempos, envoca a contaminação com o HIV e mostra que nos dias atuais o contágio segue presente em nossas relações. Bastante desmitificados porém temidos, teste, tratamento e medicação parece deixar de assombrar nossos dias. A contaminação segue sem números precisos, sabemos da dimensão do estrago na vida emocional das pessoas soro positivas, que além de se verem suscetíveis às mazelas do vírus, se atormentam muitas vezes em segredo. Levando a vida sem maiores implicações. O estrago causado é menor que no começo da epidemia. Tive grandes amigos condenados, que em poucos dias depois do primeiro espirro, griparam e logo viram suas gripes evoluírem para um pneumonia, e sem ter o que fazer. Se despediram de suas famílias, amizades e ofícios. Parcialmente refeitos desse primeiro momento, sabe-se que agora tem tratamento. O estígma atribuído à uma parcela da sociedade , parece estar num lugar empoeirado, distante ao ponto de se tornar um musical. Maestros, artistas e técnicos se deram a mão para cantar a plenos pulmões:

-“Eu faço a Louca“.

Coreografados com precisão cirúrgica. Se me permitem o trocadilho.

A vocação e bom gosto do encenador ficam evidenciados no palco e se instala na equipe coesa e alto astral. Os atores se alternam em papéis com características diametralmente opostas, recurso que exige habilidade de seus oficiantes.

Os diálogos que se chocam no desenrolar da trama parecem convergirem para pontos comuns. O amor, subverte a lógica, criando atmosfera de encanto e esperança. Trabalho que inspira reflexão e diverte ao mesmo tempo.

Um musical controverso, que transforma sombra em luz.

Centro Cultural Banco do Brasil – Teatro – SP

Sextas, Sábados e Segundas 20h Domingos 19h

Texto/Letras e Direção musical: Fernanda Maia.

Direção, Cenário e Figurinos: Zé Henrique de Paula.

Colaboradores: Herbert Bianchi e Zé Henrique de Paula.

Atores: Anna Toledo, Bruna Guerin, Davi Tápias, Fábio Augusto Barreto, Fabio Redkowicz, Gabriel Malo e Zé Henrique de Paula.

Músicos: Fernanda Maia (piano), Abner Paul (bateria), Benjamin Bernardes (violino), Branco Bernardes (viola), Clara Bastos (contrabaixo elétrico) e Felipe Parisi  (violoncelo).

Música: Rafa Miranda.

Iluminação: Fran Barros

Preparação de Atores: Inês Aranha

Videografismo: Laerte Késsimos

Produção Executiva: Louise Bonassi

Produção: Claudia Miranda