Cinco espetáculos para ver no fim de semana

Por Nelson de Sá

Escolhas da Lenise e minhas:

Bilac Vê Estrelas – O diretor João Fonseca comanda, com doçura, elenco e criadores. Batutas e acordes afinados com a magia do Rio antigo. Espaço Promon. Sextas e sábados, 21h. Domingos, 18h

Wayra – O argentino Fuerza Bruta não tem a força criativa dos primórdios, quando era De la Guarda, mas diverte com a reunião de música, circo e algum teatro. Ginásio Mauro Pinheiro. Quintas e sextas, 21h. Sábados, 18h e 21h. Domingos, 17h e 20h. Nesta semana, também quarta 3, 21h

Ilhada em Mim – Sylvia Plath – Diálogos inspirados na genialidade e no descontentamento dessa poetisa. O cenário de André Guerreiro Lopes embala conflitos e beleza. Teatro Sergio Cardoso, Sala Pachoal Carlos Magno. Quintas a domingos, 20h

O Banquete – A amizade, segundo Zé Celso. Teatro Oficina. Sábado e domingo, 18h. (Temporada estendida em junho, somente aos sábados, até dia 27)

Chuva Constante – Chance de ver mais uma encenação de Paulo de Moraes em São Paulo, novamente com texto intrincado, agora um policial de Keith Huff, roteirista de “House of Cards”. Teatro Vivo. Sexta, 21h30. Sábado, 21h. Domingo, 18h (Últimas apresentações da temporada)

Durante a semana:

Aula Magna com Stálin – A arte soviética impregnada nas atuações e no poder da presença de Jairo Mattos. Centro Cultural Banco do Brasil. Quartas a sextas, 20h