Cinco peças para ver no fim de semana

Por Nelson de Sá

Dicas da Lenise e minhas:

Hamlet ao Molho Picante – O lado B do Castelo de Elsinore, na visão do diretor Dagoberto Feliz. E o humor de Pedro Brandi, Rosi Campos e elenco de bambas. Teatro Raul Cortez. Sextas, 21h30. Sábados, 21h. Domingos, 18h

Noel Rosa, o Poeta da Vila e Seus Amores – Mais Dagoberto Feliz. Em duas únicas apresentações, na Penha, uma chance rara de ver ou rever a célebre incursão de Plínio Marcos pelos musicais, com um “jukebox” de Noel Rosa. Sábado, 20h. Domingo, 19h.

Pessoas Perfeitas –  Trabalho inspirado dos Satyros, que retoma a linguagem sofisticada e o poder de comunicação atingido nas antigas montagens “A Vida na Praça Roosevelt” (2004) e “Inocência” (2006). Espaço dos Satyros. Quintas a domingos, 21h

A Besta – Uma defesa arrebatada da comédia popular, pelo diretor Alexandre Reinecke e pelo ator Hugo Possolo, dois especialistas e apaixonados do gênero. Teatro Gazeta. Sexta, 21h. Sábado e domingo, 20h (Últimas apresentações)

Tribos – Com ótimas atuações, a começar dos dois Fagundes, Antonio e Bruno, a peça da jovem inglesa Nina Raine _sobre a incapacidade de ouvir o outro_ ficou quase um ano em cartaz, num grande teatro, merecidamente. Tuca. Sexta e sábado, 21h30. Domingo, 18h (Últimas apresentações da temporada)