Peças para ver no final de semana

Por Lenise Pinheiro

Dicas minhas e do Nelson:

Lampião e Lancelote. Imaginativa montagem inspirada no rei Artur, na literatura de cordel e em Zeca Baleiro. Teatro João Caetano. Sexta e sábado, 21h. Domingo, 19h (Últimas apresentações da temporada)

Quem Tem Medo de Virgínia Woolf. Interpretações que arrebatam a plateia, no texto que poderia ser conhecido como a maior “DR” do teatro universal. Teatro Raul Cortez. Sextas, 21h30. Sábados, 21h. Domingos, 18h

Terceiro Sinal. A atmosfera de uma montagem teatral e a dobradinha Rosi Campos/Cássio Scapin, construindo castelos na imaginação do público. Teatro Folha. Sextas, 21h30. Sábados, 20h e 22h. Domingos, 20h

Trair e Coçar É Só Começar – Texto de Marcos Caruso que há 28 anos comemora o sucesso da personagem Olímpia, defendida pela atriz Anastácia Custódio, com técnica e galhardia. Teatro Renaissance. Sextas, 21h30. Sábados, 21h. Domingos, 18h

Walmor y Cacilda 64 – Robogolpe. A Cia. Uzyna Uzona entra em campo em clima de Copa do Mundo, Música e Política. Teatro Oficina. Sábados, 21h. Domingos, 19h

Retratos Falantes. Eduardo Tolentino volta a explorar os formidáveis monólogos tragicômicos de Allan Bennet, agora com os protagonistas masculinos do Tapa. Tucarena. Sextas e sábados, 22h. Domingos, 19h

E para ver durante a semana:

Os que Vêm com a Maré. Texto de Sérgio Roveri encenado aos pares. Três diretores, quatro atores e muita paixão. Espaço dos Satyros 1. Terça, quarta e quinta, 20h e 22h (Últimas apresentações da temporada)

As Moças. Isabel Câmara, o maior enigma da geração “angry young” no Brasil (José Vicente, Consuelo de Castro, Antonio Bivar, Leilah Assunção), ressurge no palco com seu flagrante dos anos 60 pelas mãos de André Garolli. Teatro Augusta. Quartas e quintas, 21h