Sete peças para ver no fim de semana

Por Nelson de Sá

Dicas da Lenise e minhas:

Do Tamanho do Mundo. Fábulas do mundo moderno. Criadores e criaturas soltas palco afora. Estróinas esbanjando talento e malícia. Teatro Renaissance. Sextas, 21h30. Sábados, 21h. Domingos, 18h

Primeiro Amor. A artista Ana Kfouri mostra feridas e sombras do universo de Samuel Beckett. Projeto temático em sintonia com o público. Centro Internacional de Teatro Ecum. Sábados, 19h. Domingos, 18h

Rita Lee mora ao Lado. Mel Lisboa festeja Rita Lee e esse tal de rock and roll. Atores cheios de energia, gogó e swing. Teatro das Artes. Sextas, 21h30. Sábados, 21h. Domingos, 19h

Walmor y Cacilda 64 – Robogolpe. Zé Celso inspirando todos os artistas do Teatro Oficina. Trupe aguerrida, política e musical. Sábados, 21h. Domingos, 19h

Elis, a Musical. O melhor do espetáculo é a capacidade de Laila Garin para mimetizar a cantora, cultuada por uma geração. Teatro Alfa. Quintas, 21h. Sextas, 21h30. Sábados, 16h e 20h. Domingos, 17h

Nocaute. Pioneiro da cena stand-up, Marcelo Mansfield reapresenta o espetáculo que é, antes de mais nada, uma aula de comédia. Teatro Fernando Torres. Sábado, 23h30 (Única apresentação)

O Barril, uma Comédia Filosófica. Colega de Mansfield nos primórdios da comédia alternativa dos anos 80, depois também stand-up, Ângela Dip retoma seu engraçado e emocionante monólogo existencial, prestes a se jogar para a morte. Livraria da Vila, Shopping JK Iguatemi. Sábados, 20h. Domingos, 18h

E uma peça para ver durante a semana:

Operação Trem-Bala. Um dos maiores dramaturgos das últimas décadas no teatro brasileiro, Naum Alves de Souza dá nova prova do quanto é capaz de expressar a nostalgia familiar, a amargura. Do quanto é capaz de ser honesto com a própria existência. Centro Internacional de Teatro Ecum. Quartas e quintas, 21h