Quatro peças para ver no fim de semana

Por Nelson de Sá

Dicas da Lenise e minhas:

Em Cômodos
Labirintos embrenhados pelos pisos, corredores, tacos soltos e afeto. Formandos da escola Célia Helena na trilha da loucura, com método.
Casarão da rua Luís Góis, 1.409 – Quintas, sextas e sábados 20h30, domingos 19h

O Ovo e a Galinha
A soma dos talentos de Angélica di Paula e Vanessa Bruno. Da forja de Antunes Filho para as apostas, na mesa da cozinha. O jogo de Clarice Lispector.
Centro Internacional de Teatro Ecum – Sábado 20h, domingo 19h (últimas apresentações)

Cruel
Esquisitices e temperamentos alterados pela lógica do autor. Misturados ao charme do elenco. Na direção de Elias, um brasileiro de fé. Deu no que deu.
Teatro Faap – Sábado 21h, domingo 18h (últimas apresentações)

À Beira do Abismo me Cresceram Asas
O asilo e a morte, como comédia. E nada de solidão: sob o olhar de Amir Haddad, o companheirismo das velhinhas Maitê Proença e Clarisse Derzié.
Teatro Itália – Sextas e sábados 21h, domingos 18h


E uma peça para ver no meio da semana:

A Serpente
Família da pesada. Montagem idem.
Teatro Sergio Cardoso – Terças e quartas 21h